Livros em quarentena

Confesso que tenho lido e escrito muito pouco. O isolamento tem um preço que é agravado pela medicação da quimioterapia, a concentração. Segundo neurologistas do Hospital das Clínicas de São Paulo, “o isolamento pode provocar certo embotamento psicológico, frieza e distanciamento das emoções positivas”. De uma maneira grosseira, acho muito mais simples tirar uma soneca do que mergulhar nas páginas de um romance.

Mas tenho me esforçado, é claro. Minha filha mais nova nos presenteou com dois livros de autores suecos, “Um Homem Chamado Ove”, de Frederik Backman, Editora Objetiva e “O Ancião Saiu Pela Janela e Desapareceu”, do Jonas Jonasson, da Editora Record. Estou lendo o primeiro, que já nos surpreende de cara com o título do capítulo 1: “Um homem chamado Ove compra um computador que não é um computador”. Pois é!

O outro livro sueco, “O Ancião Saiu Pela Janela e Desapareceu”, está sendo lido com gosto pela minha mulher. Em sua opinião, apesar da história meio estranha ou talvez, muito escandinava, um senhor centenário que foge de um asilo só de pantufa e pijama e participa de aventuras inesperadas e até mesmo inacreditáveis, é um romance engraçado, ágil e ideal para passar as horas sem a menor preocupação.

Já “A Hora Final”, romance distópico do escritor inglês Nevil Shute, lançado em 1958 e atualmente fora de catálogo no Brasil (comprei meu exemplar, uma edição de 1974 da Companhia Editora Nacional, na internet) foi a base do aclamado filme do mesmo nome, lançado em 1959 com Gregory Peck, Ava Gardner, Fred Astaire e Anthony Perkins. Uma guerra nuclear destruiu todo o hemisfério norte e uma imensa e mortal nuvem radioativa se espalhou pelos países que restaram no hemisfério sul, entre eles, a Austrália (onde a história se desenrola), Brasil e Uruguai. Leitura pesadíssima para esses dias obscuros que estamos vivendo, mas indispensável para os fãs do filme e das e plausíveis histórias de ficção científica.

“Prazer em Queimar – Histórias de Fahrenheit 451”, editado pela Biblioteca Azul, é uma coletânea do escritor norte-americano Ray Bradbury, reunindo “dezesseis contos que deram origem ao seu romance clássico e obra-prima, Fahrenheit 451”. Acho que já li quase toda os trabalhos do autor, mas quando vi na resenha que este livro traz alguns inédito, não resisti e encomendei na mesma hora. Como ainda não li e cheio de expectativas, devo uma postagem com a devida resenha, para o bem ou para o mal.

“O Bom Pastor”, do britânico C.S.Forester, lançado em 1955 nos Estados Unidos e na Inglaterra e em 2020 no Brasil, pela Editora Record, narra a saga do comandante de um contratorpedeiro americano em um comboio de navios cruzando o Atlântico norte, levando tropas, mantimentos, combustível, armas, remédios e alimentos em plena Segunda Guerra Mundial. O ano é 1942 e os submarinos alemães, em grande número e atacando como matilhas de lobos são mortíferos. Para piorar, essa é a primeira missão do comandante do comboio…

Comprei o e-book na Amazon por impulso, logo após assistir na internet ao badalado e inédito longa metragem “Greyhound”, com o Tom Hanks, baseado nessa história. O filme, muito bom, por sinal, capricha no ambiente soturno, hostil, frio e cruel, mostrando como angustiantes e terríveis eram essas viagens. Vai ser a leitura seguinte ao livro do “Ove”.

*****

Pois é, livros e filmes são ótima companhia para esses dias (meses, anos, séculos, vai saber…) de quarentena do Covid-19, principalmente se levamos o isolamento à sério, saindo de casa o estritamente necessário e possível. Aliás, estou sendo injusto, livros são os nossos amigos para qualquer hora e o melhor, não tem nenhum efeito colateral. Palavra de quem adora ler!

Carlos Emerson Junior (agosto/2020)

1 Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.